Emma

Em consequência de acidentes causados por fogo, faleceu esta jovem mulher após cruéis sofrimentos. Alguém se propusera solicitar a sua evocação na Sociedade Espírita de Paris, quando ela se apresentou espontaneamente a 31 de julho de 1863, pouco tempo depois da morte.

Eis-me aqui ainda no teatro do mundo, eu que me julgava sepultada para sempre no meu véu de inocência e juventude. O fogo da Terra, me salvaria do fogo do inferno: assim pensava eu na minha fé católica, e, se não ousava entrever os esplendores do paraíso, minha alma tímida se apegava à expiação do purgatório, enquanto pedia, sofria e chorava. Mas, quem dava a minha fraqueza a força de suportar as minhas angústias? Quem, nas longas noites de insônia e febre dolorosa se inclinava sobre meu leito de martírios? Quem me refrescava os lábios sedentos, escaldantes? Era você, meu anjo guardião, cuja auréola branca me cercava; eram vocês também, caros Espíritos amigos, que vinham murmurar-me ao ouvido palavras de esperança e de amor.

A chama que me consumia o corpo débil também me despojou do apego àquilo que passa, e, assim, morri vivendo já a verdadeira vida. Não experimentei a perturbação; e entrei serena e recolhida no dia radiante que envolve aqueles que, depois de muito terem sofrido, souberam esperar um pouco. Minha mãe, minha querida mãe foi a última vibração terrestre que me ressoou na minha alma. Como eu desejo que ela se torne espírita!

"Desprendi-me da árvore terrestre como um fruto amadurecido antes do tempo. Eu não tinha sido tocada pelo demônio do orgulho que pica as almas desditosas, arrastadas pelos sucessos embriagadores e brilhantes da juventude. Eu bendigo a prova que era uma expiação. Semelhante a esses brancos e leves fios do outono, flutuo na torrente luminosa, e não são as estrelas de diamante que brilham na minha fronte, mas as estrelas de ouro do bom Deus".

Emma.”

Doce Emma, como é bom ouvir pelo pensamento sua voz calma e consoladora.

A felicidade não é dada apenas ao seguidor dessa ou daquela religião, dessa ou daquela idade, é dada sim a todos aqueles que amam a Deus, e tem no seu coração a fonte pura da humildade e da modéstia.

Tímida, católica, imbuída inclusive dos mitos do paraíso, inferno e purgatório, presa ao leito, queimada gravemente, suportando sofrimentos atrozes, é classificada pelos Benfeitores Espirituais como um Espírito feliz.

Um anjo guardião, ou seja um Espírito Superior, obedecendo a vontade de Deus vela por ela, assessorado por bons Espíritos. Emma recebe a assistência contínua nos seus últimos dias na Terra, de uma equipe que, embora invisível aos homens, tem uma competência, que o dinheiro dos mais ricos não poderia comprar.

E o que Emma possuía? A fé e o amor a Deus, a humildade e a pureza de consciência, a resignação e a esperança.

E eis que Emma abandona a vida terrestre, já vivendo a verdadeira vida, ou seja seu corpo ainda estava na Terra, mas seu Espírito já estava no mundo da luz.

E os sofrimentos das queimaduras, considerados tão terríveis e asquerosos pelos homens, nada mais foram que a cauterização de deslizes ocorridos no passado; e Emma bendiz esses sofrimentos por terem curado sua alma e lhe dado livre entrada no suave mundo da luz, com sua fronte coroada pelas riqueza dourada do amor.

E nós agradecemos a Emma pela sua mensagem de consolação e estímulo.



Num outro centro em Havre, o mesmo Espírito deu também espontaneamente a comunicação seguinte em 30 de julho de 1863.

"Aqueles que sofrem sobre a terra são recompensados na outra vida. Deus é pleno de justiça e de misericórdia pelos que sofrem aqui. Ele concede uma felicidade tão pura, uma felicidade tão perfeita, que não se devia temer nem os sofrimentos, nem a morte, se fosse possível às pobres criaturas humanas sondar os misteriosos desígnios de nosso Criador.

"Mas a Terra é um lugar de provações frequentemente bem grandes, frequentemente semeadas de dores bem pungentes. Em tudo sejam resignados se vocês forem batidos; Em tudo inclinem-se diante da bondade suprema do Deus que é todo-poderoso, se ele lhes dá um fardo pesado para suportar; se os chama para Ele depois de grandes sofrimentos, vocês verão na outra vida, a vida feliz, como eram pouca coisa estas dores e estas penas da Terra, quando vocês observarem a recompensa que Deus lhes reserva, então nenhum lamento, nenhuma murmuração entrará no vosso coração.

"Deixei a terra muito jovem. Deus quis me perdoar e me dar a vida daqueles que respeitam a Sua vontade. Adorem sempre a Deus; amem-no de todo o seu coração. Orem sobretudo, orem a Ele firmemente, este é o seu sustento na terra, sua esperança, sua salvação.

"Emma"

Resignação e confiança na Bondade de Deus, todo sofrimento suportado com resignação será fonte de alegria e felicidade.

Eis o filtro maravilhoso da resignação; de um lado entra a experiência manchada de sofrimento, de outro sai a felicidade, a alegria, a paz de consciência. Bendigamos ao bom Deus por ter nos concedido a resignação; através dela os efeitos de nossas distrações face aos deveres e responsabilidades, as consequências dolorosas de nossa inconsequência são transformados novamente em felicidade

Como dizia Paulo, o apóstolo: "Deus não despreza de maneira alguma um coração humilhado e despedaçado" E Cipriano, cristão dos primeiros tempos: "Se Deus repreende alguém, é para corrigi-lo. Se Deus corrige alguém é para salvá-lo"

Comments