Palavras Amigas‎ > ‎Estantes‎ > ‎Mandamentos de Jesus‎ > ‎

100 Estenda a tua mão

Tendo partido dali, entrou na sinagoga deles. Estando ali um homem com uma das mãos atrofiadas, perguntaram-lhe [dizendo] se: “é lícito curar no sábado”, para que o acusassem. Ele porem lhes disse:

— Qual dentre vós é o homem que, tendo uma ovelha, se vier a cair num fosso, num sábado, não agarrará e erguerá ela? Ora quanto mais vale um homem do que uma ovelha? Portanto é lícito fazer o bem no sábado.

Então diz ao homem:

— Estende a mão.

Ele a estendeu, e foi retaurada, [ficando] sã como a outra. Após sairem, os fariseus formaram um conselho contra ele, a fim de matá-lo. Mt 12:9-14


Contexto: Este episódio ocorre no mesmo sábado, em que os discípulos, colhem algumas espigas para alimentarem-se, sendo acusados pelos fariseus de violarem o sábado, logo em seguida entram na sinagoga onde os fariseus novamente provocam Jesus, com o objetivo de obter provas que ele desobedecia as ordenações de Moisés.


Sábado: o sábado era o dia sagrado dos judeus, e havia inúmeras prescrições de Moisés com relação a esse dia, principalmente quanto a proibição de qualquer trabalho:  

Seis dias colhereis, mas o sétimo dia é o sábado, nele não haverá [colheita]. Êxodo 16:26

Lembra-te do dia de sábado para o santificar. Seis dias trabalharás, e farás todo o teu trabalho, mas o sétimo dia é o sábado do Senhor teu Deus. Nesse dia não farás trabalho algum, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu animal, nem o estrangeiro que está dentro de tuas portas Moisés. Êxodo 20: 8-10

Inclusive havia a prescrição de pena de morte para quem infringisse essa lei:

Portanto guardareis o sábado, porque é santo para vós; aquele que profanar o sábado certamente será morto; porque qualquer que nele fizer algum trabalho, aquela alma será exterminada do meio de seu povo. Moisés. Êxodo 31:15


Reflexão: A maioria dos Espíritos encarnados na Terra apresenta, no sentido espiritual,  mãos ressequidas, posto nosso passado de delitos e omissões.

Porém, confiantes na misericórdia e bondade de Deus, estendamos nossas mãos a Jesus, não somente na súplica da oração, mas principalmente:

  • na generosidade com os necessitados,

  • na fraternidade junto aos inimigos,

  • no gesto de carinho e perdão aos que nos agridem,

  • na saudação afetuosa aos que chegam ou aos que partem,

  • no apoio aos caídos ...

E doando nossas mãos a Jesus, observaremos surpresos a divina transformação, tendo novamente nossas mãos vigorosas e iluminadas pela semeadura humilde do bem e pela colheita abundante do progresso espiritual.


Comments